Alavanque os seus estudos!

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Músicas para Estudo: Funcionam?

Música afeta o nosso cérebro? 

Bem, várias pessoas e empresas afirmam a existência de MELODIAS, BATIDAS ou SONS que forçam uma mudança cognitiva, como mais criatividade ou foco. Porém, será que essas técnicas realmente funcionam? 

Nesse texto eu apresento 4 métodos que foram estudados cientificamente, complementando com a minha experiência própria, para que assim você possa decidir como aplicar isso na sua vida, dando um BOOST na sua produtividade.

No final eu coloco uma lista de sites/aplicativos para usar cada técnica!

1- Música

Ok, vamos começar com o mais simples. Escutar música enquanto você estuda ou trabalha ajuda ou distrai? Bem, existem respostas que apontam para ambos os sentidos.

Estudos apontam que escutar música enquanto você realiza atividades pode lhe ajudar à:
  • Controlar seu humor e ritmo
  • Diminuir estresse
  • Remover ruídos e distrações externas
  • mas também pode prejudicar em relação à:
  • Concentração na atividade
  • Leitura e escrita
  • Memorização em série (como lembrar vários números)

Os malefícios podem ser combatidos se você compreender quais músicas funcionam para cada tarefa.

Músicas com letras, por exemplo, são as que podem causar a deficiência na concentração, leitura e escrita (já que também utilizam o processamento de linguagem do seu cérebro). Portanto, podem ser normalmente escutadas em tarefas repetitivas ou que não envolvam linguística (como Matemática).

O ritmo da música também pode influenciar muito na sua atividade, desde ritmos pesados que ajudam em atividades aceleradas até músicas mais calmas que ajudam na redução de estresse.

Algumas pessoas até relatam que escutar música enquanto estuda ajuda na sua memória, o chamado “Efeito Mozart”. Um professor pesquisador chegou a testar o efeito de tocar música durante a aula dele, obtendo efeitos positivos.

Quem já presenciou a palestra do Dado Schneider sabe o poder que a música pode ter na aprendizagem.

No meu caso, costumo escutar músicas rápidas, com batidas e sem letrasquando quero entrar em um estado frenético de desenvolvimento, feito quando estou programando. (música eletrônica, por exemplo).
Acho músicas lentas e sem letras muito legais para quando estou escrevendoou lendo, normalmente um bom Jazz.
Também toco a minha playlist do Spotify favorita(com todo tipo de música) quando estou idealizando e trabalhando com o design dos meus projetos.

2- Batidas Binaurais

Mas será que é possível forçar o seu cérebro à entrar em um determinado estado, como o de foco ou de criatividade? É isso que as batidas binaurais prometem.

Elas são baseadas nos estudos feitos com eletroencefalograma, realizando a medição de ondas cerebrais. Neles, foram descobertos indícios que certas frequências dessas ondas estão relacionadas aos estados de atividade cognitiva:
  • Delta (< 4Hz): Sono Profundo
  • Theta (4Hz-8Hz): Relaxamento Profundo/Sonolência
  • Alpha (8Hz-13Hz): Relaxamento/Reflexão/Fechar os Olhos
  • Beta (13Hz-30Hz): Concentração/Ansiedade/Alerta
  • Gamma (>30Hz): Atividade mental elevada/Medo

Portanto, ondas binaurais foram criadas com o objetivo de sincronizar suas ondas cerebrais com a frequência das batidas do som, mudando o estado cerebral.

Elas são geradas a partir da diferença de frequência de sons emitidos no seu ouvido esquerdo e direto (então só funcionam com o uso de Fones de Ouvido). Assim, dois sons aparentemente constantes são percebidos como uma batida, pelo nosso cérebro.

Vários pesquisadores atuais tentaram comprovar a eficácia de Batidas Binaurais, tendo até empresas como a Brain.fm capitalizando em cima delas, porém nenhum conseguiu comprovar a ação de sincronização das ondas Cerebrais com as Binaurais.

Em várias pesquisas, porém, os participantes afirmavam ter atingido o estado cognitivo esperado. Mas, isso têm a possibilidade de ter sido causado pelo efeito placebo (quando as pessoas sofrem uma mudança pois estavam esperando ela, como tomar uma pílula de farinha) ou pelo fato destas ondas se comportarem como música comum na questão de eliminar distrações.

Pessoalmente, uso Batidas Binaurais quando desejo um som simples para preencher a mente e remover som externo. Depois de um tempo meu cérebro se acostuma com o som e consigo entrar num estado de foco maior, mesmo que não tenha o efeito de sincronização de ondas. (Nesse momento estou escutando uma onda Beta de 30Hz)

3- Sons Naturais

Algumas pesquisas apontam que o uso de áudios naturais (como os de uma cachoeira, chuva ou vento) podem mascarar sons externos, removendo distrações auditivas, e também promovem uma sensação de tranquilidade e/ou remoção de ansiedade. Desta maneira, esses áudios poderiam melhorar o seu humor e aumentar o foco durante sessões de trabalho ou estudo. Outro ponto dos sons naturais é a aleatoriedade, portanto não distrai os ouvintes.

Esses sons para mim são um complemento às batidas binaurais (sim, combinar essas técnicas é muito legal) ou um substituto quando quero algo mais natural e sair um pouco do ambiente que estou.
Me ajuda muito em realizar atividades que requerem um humor mais sereno (como fazer uma lista de exercícios) quando estou muito agitado.

4- Ruídos

Uma opção inusitada é escutar ruído branco enquanto você trabalha ou estuda, como a chiadeira de uma televisão antiga. Sério, pesquisadores mostram que elas podem aumentar a velocidade de julgamentos perceptivos ou até dar um boost na sua memória, além de também remover distrações externas.

Para mim, eles são a melhor maneira de mascarar facilmente ruídos externos (como uma rua movimentada ou a furadeira do vizinho). Porém prefiro usar as batidas binaurais ou sons naturais, por serem mais agradáveis ao meu ouvido.


Conclusão e Ferramentas

Com o conhecimento testas 4 Técnicas, agora está na hora de você por em prática e começar a usar cada uma delas, decidindo quais são as melhores para você em dadas tarefas (não esquece de comentar depois). Se você gostou do texto, segura o botão de palmas.
Ferramentas:

  • Noisly: Serviço gratuito que oferece sons naturais e ruídos. É um website, extensão para o Google Chrome e um app para Android e iOS.
  • Atmosphere: App para Android com todos os tipos de sons citados nesse texto. Desde batidas binaurais até os sons naturais.
  • Brain.FM: Serviço pago (Website e App para iOS)com músicas com batidas customizadas para o seu perfil. Eles misturam músicas com batidas binaurais, é bem legal e todos tem acesso à 10 sessões gratuitas.
  • GetWorkDone: Basicamente um site/rádio com músicas MUITO FRENÉTICAS para escutar enquanto você faz alguma tarefa.
  • Spotify e Youtube: Plataformas gerais onde você pode encontrar todos os tipos de sons e músicas citados, com várias playlists dedicadas. O spotify tem uma versão paga sem anúncios.

Fonte: Banana Digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!
Ajude seus amigos concurseiros, divulgue o blog. =)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis