Alavanque os seus estudos!

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Concurso CLDF 2018 | divulgados editais com a oferta de 59 vagas e inicial de R$ 15 mil

Foram divulgados nesta terça-feira, 29 de maio, os editais do concurso CLDF 2018, da Câmara Legislativa do Distrito Federal. São ofertadas 59 vagas para cargos de nível Médio e Superior e inicial que pode chegar até os R$ 30 mil.

O edital estava prometido para a quarta-feira, 30 de maio, conforme adiantado ao Estratégia Concursos pela Assessoria de Comunicação da CLDF. Porém, a edição do Diário Oficial do DF foi divulgada já no início da noite desta terça, com os editais.

Os editais oferecem vagas imediatas e cadastro de reserva para os cargos de:
  • Consultor Legislativo
  • Consultor Técnico-Legislativo
  • Procurador Legislativo
O edital para o cargo de Técnico Legislativo ainda não foi publicado, divulgado apenas para a especialidade de Agente de Polícia Legislativa.

O concurso havia sido suspenso por conta de irregularidades encontradas na contratação da banca organizadora,m na época a FCC.

A CLDF precisou retomar os processos, e dentro da normalidade contratou novamente a FCC com organizadora do concurso.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Concurso INSS 2018: nota técnica enviada ao Ministério do Planejamento solicitando 10.468 vagas com urgência!


Ainda sem autorização para o concurso, o INSS demonstra uma preocupação com o atual quadro de servidores do Órgão. Isso gera uma expectativa para divulgação da abertura de um novo concurso em breve.

O Instituto enviou Nota Técnica nº 3 de 2018 ao Ministério do Planejamento solicitando uma autorização imediata de um novo certame. Nesse pedido, considera um novo concurso assim como os excedentes de 2015.Quanto ao número de vagas, a previsão é de 10.468, das quais 7.888 irão para o novo concurso (dividido em 3.984 para técnico, 1.692 para analistas e 2212 para peritos) e 2.580 para os excedentes (sendo 2.050 vagas para técnicos e 530 para analistas).

No referido pedido, o INSS alerta ainda que mesmo com a ocorrência de concursos públicos em 2011, 2013 e 2015 para o provimento nas carreiras de perito médico e do Seguro Social, a reposição dos servidores não tem sido proporcional à quantidade de evasões. Em abril, o presidente da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (FENASPS) comunicou que o déficit atualmente é de 16 mil servidores na Instituição; o que resultou em notificações de diversos órgãos fiscalizadores.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Como arrasar em qualquer prova de redação

Em um processo seletivo, a Redação não precisa ser uma obra de arte, ou seja, não é um concurso literário. Uma boa nota depende da exposição lógica, dos bons exemplos citados, do respeito ao padrão da Língua e (claro!) do convencimento diante do tema proposto pela banca examinadora.

Ao se redigir um texto dissertativo-argumentativo, é importante que o escritor tenha como meta: a tese altera o comportamento do leitor; os exemplos utilizados demonstram conhecimento maduro diante do tema proposto; os parágrafos não apresentam apenas obviedades.

Como se sabe, na maioria das provas, há um número mínimo e um número máximo de linhas (entre 20 e 30). Por isso, o projeto de texto (o famoso rascunho) é essencial.

Para exemplificar, usemos aqui o tema “Ética na Sociedade Brasileira”.

quarta-feira, 16 de maio de 2018

4 técnicas da neurociência para acelerar o seu aprendizado

Trancar-se no seu quarto, debruçado sobre os livros de manhã até a noite, por meses a fio, sem tempo para amigos, lazer ou academia: essa é a rotina de muita gente que estuda para concursos públicos e outras provas de admissão consideradas difíceis. 

Esse ritmo frenético de trabalho é considerado normal e até recomendado para quem está se preparando de um grande desafio. Mas não pela neurociência.

Isso porque descuidar do próprio bem-estar físico e mental prejudica o seu desempenho cognitivo e, consequentemente, diminui as suas chances de reter o conteúdo e tirar uma boa nota na prova.

“A maioria das pessoas esquece que o cérebro é uma parte do corpo, tal como língua, fígado ou coração”, diz o neurocientista Pedro Calabrez, professor da Casa do Saber e pesquisador do Laboratório de Neurociências Clínicas (LiNC) da Escola Paulista de Medicina da UNIFESP.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

10 coisas que você precisa saber sobre concursos para auditores fiscais

Se você é um concurseiro iniciante e almeja alcançar uma das vagas para auditores fiscais deve ter muitas dúvidas sobre esta área. Selecionei 10 coisas importantes que precisa saber antes de prestar concursos públicos para as áreas fiscais, a fim de solucionar dúvidas frequentes entre os leitores. Confira!

1) Principais requisitos para ser aprovados em concursos para auditores fiscais

Em geral, os concursos públicos para auditores fiscais não exigem formação específica, salvo algumas exceções. Concurseiros formados em história, geografia, direito, física, matemática, administração, nutrição, contabilidade e outras graduações são vistos entre os concorrentes dos processos seletivos.

Isso é uma grande vantagem para o concurseiro que deseja ser aprovado, mas também atrai muitos concorrentes das mais diversas áreas. Em geral, os concursos são para cargos em exigem formação superior, mas há editais focados em cargos técnicos de nível médio. Outros requisitos variam conforme o edital.

2) Você pode aproveitar os seus estudos em diferentes oportunidades de concursos dentro da área fiscal

Nos concursos públicos para auditores fiscais, as matérias são comuns também de outros concursos públicos, o que faz com que muitos prestem outros processos seletivos. Há ainda diferentes cargos de atuação dependendo do edital oferecido.

3) Trata-se de uma área sem grandes mudanças

Uma vantagem na hora de estudar para concursos de auditores fiscais é que a área não possui mudanças bruscas nos períodos entre um concurso e outro. Desta forma, fica mais fácil para o concurseiro estudar através de editais anteriores antes mesmo de sair o edital do concurso em questão.

sábado, 12 de maio de 2018

Candidato negro com nota para passar na disputa geral não compõe cota, decide CNJ


O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu na manhã desta terça-feira, 8, que um candidato negro com nota para passar na disputa geral de um concurso público para juiz não deve ser incluído na cota de 20%.

A reserva de 20% das vagas para candidatos negros em concursos públicos para juízes foi estabelecida em resolução do CNJ publicada em junho de 2015, na gestão do ministro Ricardo Lewandowski. A resolução prevê que a cota será aplicada sempre que o número de vagas oferecidas no concurso público for igual ou superior a três.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis