Alavanque os seus estudos!

terça-feira, 24 de abril de 2018

Concurso MP PB Promotor 2018: Edital pela FCC deve sair em até 30 dias! Salário será de R$ 28.947,54!

É esperado para os próximos 30 dias, o novo edital de concurso público do Ministério Público do Estado da Paraíba, função de Promotor de Justiça (Concurso MP PB Promotor 2018). O contrato com a organizadora do certame, a Fundação Carlos Chagas (FCC), já foi assinado. A expectativa é que o documento de contrato entre as partes seja divulgado a qualquer momento no Diário Oficial de Justiça Eletrônico.

O edital do concurso público contará com 10 vagas. Em sessão ordinária realizada em outubro do ano passado, foi aprovado a indicação dos membros para compor a comissão organizadora do certame. O grupo de trabalho do concurso do Ministério Público/PB é composto pelos membros titulares José Roseno Neto (Procurador e Presidente), Kátia Rejane Lira Medeiros Lucena (Procuradora), Guilherme Câmara (Promotor), Anne Emanuelle Malheiros (Promotora), além de um representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PB). Já como suplentes, compõe a comissão a secretária Cristiana Vasconcelos e os promotores Ana Guarabira de Lima Cabral, Alexandre Jorge do Amaral Nóbrega e Maria do Socorro Silva Lacerda.

As avaliações do concurso estão previstas para serem aplicadas ainda em 2018. De acordo com o órgão, as contratações dos aprovados deverão ser feitas a partir do ano de 2019.

O Concurso MP PB Promotor 2018

Para concorrer ao cargo de Promotor do MP-PB, o candidato deverá ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em bacharelado em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), acrescido de registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e, no mínimo, três anos de prática jurídica. O salário inicial é de R$ 28.947,54.
Último Concurso MP PB

O último concurso público para Promotor aconteceu em 2011, quando contou com 20 vagas. Do quantitativo de vagas, 5% foram reservadas aos portadores de necessidades especiais.

O concurso foi composto por uma prova preambular, de caráter eliminatório e classificatório, com duração de 05 (cinco) horas, compreendendo 100 (cem) quesitos objetivos, sendo 10 (dez) referentes a cada uma das matérias principais, 06 (seis) referentes a cada uma das matérias complementares, à exceção da Lei Orgânica do Ministério Público, da Lei de Organização Judiciária e Língua Portuguesa em relação às quais serão formulados, respectivamente, 04 (quatro), 02 dois) e 04 (quatro) quesitos.

Para a elaboração das questões de Língua Portuguesa da prova preambular, contará a Comissão do Concurso com o assessoramento de professor graduado, o qual estará sujeito aos mesmos impedimentos previstos para os membros da Comissão.

Além disso, o concurso contou com prova escrita, de caráter eliminatório e classificatório, compondo-se de duas etapas, aplicadas em dias distintos e sucessivos, com duração, cada uma, de 04 (quatro) horas, compreendendo, a primeira, a formulação de uma denúncia criminal ou de uma petição inicial de ação civil pública, baseadas em relatório de fatos específicos, e, a segunda, compreendendo a formulação de respostas fundamentadas a até 04 (quatro) quesitos sobre cada uma das matérias principais do concurso.

A terceira etapa teve avaliação oral, de caráter eliminatório e classificatório, consistindo na arguição pública do candidato, pela Comissão do Concurso, por tempo não superior a 10 (dez) minutos, para cada examinador, sobre ponto, sorteado na hora, de cada uma das matérias principais do programa.

A quarta etapa consistiu na prática de tribuna, de caráter meramente classificatório, a realizar-se em sessão pública, compreendendo sustentação oral, com duração de, no máximo, 15 (quinze) minutos, para cada candidato, sobre caso prático real ou simulado de julgamento em plenário do Tribunal do Júri.

Na quinta etapa, houve avaliação conclusiva em curso de formação, de caráter classificatório e eliminatório, de acordo com o regulamento aprovado pelo Colégio de Procuradores de Justiça (Resolução CPJ n° 013/2011, do egrégio Colégio de Procuradores de Justiça).


Fonte: Notícias Concursos


 Precisando de ajuda para organizar seus estudos? 
Como o Aprimora Coaching pode te ajudar? 
- Organização; 
- Planejamento; 
- Cumprimento de metas; 
- Fixação de cronograma completo com teoria, revisão, questões; 
- Motivação; 
- Autoconhecimento; 
- Controle da Ansiedade. 

Informações: contato@aprimoracoaching.com
                  Chat: www.aprimoraonline.com.br
      Whatsapp: bit.ly/falecomaprimora





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!
Ajude seus amigos concurseiros, divulgue o blog. =)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis