Coaching para Concursos e OAB

quarta-feira, 13 de abril de 2016

PGE RJ: Avançam preparativos do concurso para a área de apoio

Um dos concursos mais aguardados na esfera estadual voltou a esquentar. Trata-se da seleção para as carreiras de técnico e analista da área de apoio da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE-RJ). Fontes ligadas ao órgão revelaram que assessores da procuradora-geral do estado, Lucia Léa Guimarães Tavares, reuniram-se com os servidores da PGE-RJ, no final do mês passado, para tratar de diversos assuntos, entre os quais, o concurso. Nesse encontro, foram passados diversos detalhes da seleção. 
O primeiro deles é que a Fundação Carlos Chagas (FCC) está, de fato, confirmada para ser a organizadora. A pendência é a assinatura do contrato, o que não deverá demorar a acontecer. Essa definição foi um dos motivos para o atraso do concurso, além da crise financeira. É que a procuradoria observou a falta de uma competência da FCC, exigida pelo órgão.

Esse entrave já foi removido, e a instituição deverá, muito em breve, ser anunciada oficialmente como a organizadora do concurso. Outro dado passado pelas fontes foi que o processo administrativo, com as informações do concurso e que há meses estava na Coordenadoria Geral do Sistema Jurídico (PG15), foi encaminhado à Diretoria de Gestão (PG12). 

Caberá agora a esse setor oficializar a escolha da organizadora e prosseguir com os preparativos da seleção. Nessa reunião, foi informado também que a previsão do órgão é divulgar o edital entre o final deste ano e o início de 2017 e aplicar provas no primeiro semestre do ano que vem. Essas previsões, caso se cumpram, possibilitariam aos interessados mais tempo de estudo, para um concurso que costuma ser bastante concorrido. 


Inclusive, a orientação de especialistas na área é para que os interessados intensifiquem a preparação, de forma a obterem a melhor classificação possível. Outro indício de que a seleção segue confirmada foi a publicação da Resolução nº 3.872, no Diário Oficial do Estado (DOE) da última sexta-feira, dia 8. Nela, a PGE-RJ altera a comissão responsável pela seleção. Segundo a publicação, a procuradora Juliana Curvacho Capella Almeida da Silva foi incluída no grupo. A comissão segue sendo presidida pelo procurador Ciro de Almeida Grynberg e tem Renata Ruffo Rodrigues Pereira Rezende como vice-presidente. Apesar da crise econômica do estado, o concurso da PGE-RJ segue confirmado, principalmente por estar autorizado pela Casa Civil e ser, inicialmente, para cadastro de reserva. Via Assessoria de Imprensa, a PGE-RJ informou que o concurso "encontra-se na fase de escolha da organizadora, e não possui uma previsão para divulgar o edital".

Vários detalhes do concurso estão definidos

Apesar de a PGE-RJ, oficialmente, não dar detalhes sobre os preparativos do concurso, sabe-se que há muitas questões definidas. FOLHA DIRIGIDA já teve acesso ao projeto básico do concurso, documento que foi enviado às organizadoras interessadas em ficar à frente da seleção. No documento, a PGE-RJ informa que o certame será para formação de cadastro de reserva nos cargos de técnico processual (nível médio), técnico contábil, técnico de sistemas de métodos (ambos de nível médio/técnico), todos com remuneração de R$4.542,42 (podendo chegar a R$5.676 com titulação), e analista em várias áreas (superior), com rendimento de R$6.382 (podendo chegar a R$7.516).

Para analista, as oportunidades serão para as seguintes áreas: Administração, Contabilidade, Análise de Sistemas, Biblioteconomia, Medicina, Comunicação Social, Direito e Engenharia/Arquitetura. O regime de contratação é o estatutário (estabilidade). Como a PGE-RJ possui grande carência de pessoal e realizou muitas exonerações nos últimos meses, principalmente referentes a terceirizados ou comissionados, é provável que muitas contratações sejam feitas durante o prazo de validade da seleção, que deverá ser de dois anos, prorrogável por igual período.

No projeto básico do concurso consta toda a estrutura da seleção. Segundo o documento, os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva e, no caso das funções de nível superior, haverá também avaliação de títulos. Serão propostas 60 questões objetivas de Português, Noções de Informática e Noções de Direito (Direito Administrativo, Direito Constitucional e Direito Processual) para a carreira de técnico. Já para a analista, haverá 70 questões objetivas de Português e Conhecimentos Específicos. O último concurso da PGE-RJ foi realizado em 2009, quando a FCC também recebeu inscrições e aplicou provas. A sua escolha novamente pode ajudar aos interessados. 
Precisando de ajuda para organizar seus estudos?
Como o Aprimora Coaching pode te ajudar?
- Organização;
- Planejamento;
                                         - Cumprimento de metas;
                                         - Fixação de cronograma completo com teoria, revisão, questões;
                                         - Motivação;
                                         - Autoconhecimento;
                                         - Controle da Ansiedade.

                          Informações: deborah@aprimoracoaching.com.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!
Ajude seus amigos concurseiros, divulgue o blog. =)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis