Coaching para Concursos e OAB

segunda-feira, 23 de março de 2015

Você sabe quando começar a revisar o conteúdo estudado para concurso?

Todo candidato sabe que é importante fazer revisões periódicas, mas há muita dúvida com relação ao momento em que isso deve acontecer. Até porque, com o passar do tempo, a quantidade de informações em cada matéria só cresce e fica cada vez mais difícil de ser administrada. Na mesma proporção, vai aumentando o risco de muita coisa cair no esquecimento.

No início do estudo todo mundo tem a sensação de que estuda e não aprende. Não é apenas impressão, mas realidade, porque é o primeiro contato do cérebro com aquele conteúdo, principalmente se for uma disciplina nunca vista na vida. Há um fato importante a ser considerado nesse contexto: a memorização acontece de forma gradual e exige sucessivas repetições. Mas ela só será efetiva se você compreender realmente o que está estudando. Então, o processo começa com o entendimento dos conteúdos, para depois se iniciar a fixação dos mesmos.

Vale ressaltar que estamos falando de revisões. Isso implica duas coisas. Em primeiro lugar, é preciso construir um bom material para isso, e, em segundo, na hora de revisar use somente o material que preparou (caso contrário, levará um tempo enorme). O material original só deverá ser consultado quando você perceber que suas anotações não estão sendo suficientes e precisam de mais esclarecimentos.


Vamos listar, então, alguns momentos importantes para fazer revisões e como elas devem ser efetuadas.

Antes de começar a aula seguinte da matéria
De maneira geral, as aulas presenciais duram em torno de 3 horas; quanto às vídeo aulas, também é comum o aluno usar turnos de 2 a 3 horas. Assim, deve ser possível reler as anotações que você fez no acompanhamento da aula em aproximadamente 15 a 20 minutos. A proposta é uma leitura atenta, claro, mas sem grandes profundidades, apenas para relembrar o que foi dado na aula anterior e já "entrar no clima" da disciplina antes mesmo de a nova aula começar. Além disso, é a oportunidade de ver mais uma vez a matéria e, talvez, levantar dúvidas.

No fim de semana
Reservar um tempo no fim de semana para rever todo o conteúdo novo da semana é uma excelente maneira de começar a fixação das informações.

Se o aluno conseguir fazer isso desde o início, vai conquistar uma boa base, o que será muito útil quando os conteúdos se avolumarem.

Só para deixar claro, este é o momento da revisão. O estudo terá sido feito em outro momento, durante a semana ou até no fim de semana mesmo, de acordo com a sua programação.

Uma vez por mês
Utilizar um turno de estudo por mês para relembrar o que foi visto nos últimos 30 dias permite refrescar na memória o que pode estar ficando adormecido.

Revisões periódicas
De tempos em tempos – e isso vai variar de acordo com a extensão da matéria –, é importante fazer uma pausa no estudo e revisar todo o conteúdo estudado até ali antes de continuar avançando. Pode ser a cada 2 meses, a cada 4 ou a cada 6, por exemplo. A cada momento desses, o conteúdo visto nos últimos 2, 4 ou 6 meses será revisto mais uma vez.

Quando concluir a teoria
Quando o estudo da teoria de uma matéria chegar ao fim, é hora de revisar tudo, desde o início, e iniciar a etapa em que o candidato vai apenas fazer uma revisão completa de tempos em tempos e resolver muitas provas anteriores.

Quando sair o edital
Quando o edital é publicado, é imprescindível revisar o conteúdo completo da disciplina, para chegar à prova com todas as informações prontas para serem acessadas. É também esse o momento de decorar os detalhes que sempre escapam e que não dependem de lógica ou compreensão: prazos, alíquotas, etc.

Apesar de esta coluna ser dedicada aos candidatos a concursos públicos, lembro que o vestibular se encaixa perfeitamente nas situações relatadas. Sendo assim, as orientações acima servem também para alunos que vão prestar o Enem ou algum vestibular isolado.

Gostaria de fazer uma última observação: exceto na revisão rápida antes da aula, a revisão deve ser sempre acompanhada da resolução de alguns exercícios didáticos, para que possa ocorrer uma efetiva fixação dos conteúdos e percepção das dúvidas existentes.
Fonte: G1 - Por Lia Salgado

2 comentários:

Obrigada por comentar!
Ajude seus amigos concurseiros, divulgue o blog. =)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis