Coaching para Concursos e OAB

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

DPGE/RJ: Professor dá dicas para cada cargo.

As disciplinas jurídicas são maioria na avaliação do concurso para servidores da Defensoria Pública do Rio de Janeiro (DPGE-RJ). 

Visando a auxiliar os candidatos que desejam intensificar os estudos nessas matérias, FOLHA DIRIGIDA conversou com o diretor do site Questões de Concursos, Fernando Bentes, que avaliou o conteúdo programático de cada cargo e deixou dicas fundamentais para os estudos. O concurso, com oferta de 321 vagas, seguem com as inscrições abertas!

Técnico médio - “Os candidatos devem ter um foco maior nas disciplinas da área jurídica (noções de Direito e Legislação Institucional, com 40 pontos totais), que devem cobrar o conhecimento da lei seca, ou seja, da literalidade legal.”

Técnico superior jurídico -
“A prova exigirá seis disciplinas da área jurídica (noções de Direito e Legislação Institucional, com 60 pontos totais), com uma cobrança mais aprofundada de conhecimentos de literalidade legal e de doutrina jurídica, posto que se trata de um cargo de formação superior. Aconselho até um estudo da jurisprudência dominante de alguns temas mais complexos. Não há necessidade de estudo especial de decisões judicias e informativos de tribunais, mas seria bom o candidato atentar para a jurisprudência compilada nos próprios manuais de Direito. Em relação ao edital anterior, de 2010, houve uma pequena alteração, com a entrada das disciplinas de Direito da Criança e do Adolescente e de Direito do Consumidor, além da diminuição do peso das matérias de Direito Penal e Processo Penal, juntas valendo apenas 10 pontos, e de Direito Civil e Processo Civil, na mesma situação.”

Técnico superior especializado - “Aconselho que o candidato foque seus estudos nas disciplinas específicas (40 pontos totais), posto que a banca FGV é muito técnica e cobra um tipo de conteúdo muito específico, testando se o candidato realmente é habilitado intelectualmente para cumprir as funções do cargo.” O diretor, assim como outros professores e especialistas, define a banca FGV como exigente, conhecida por fazer provas complexas e muito técnicas. E encerra com um conselho aos futuros servidores. “Recomendo entusiasticamente que os candidatos procurem resolver questões de concursos passados da FGV, para que possam se acostumar ao estilo de prova desta banca.”
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!
Ajude seus amigos concurseiros, divulgue o blog. =)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis