Coaching para Concursos e OAB

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Caixa: Cargo é porta de entrada e permite crescimento

Para os concurseiros que desejam participar de uma super seleção, chegou a sua vez! Foi publicado nesta quinta-feira, dia 23, o edital de abertura do certame da Caixa Econômica Federal (CEF). É provável que em 2014, 4.850 contratações serão realizadas, em 2015, 5.023, de acordo com a autorização dada em julho pelo Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Dest), vinculado ao Ministério do Planejamento. A maior parte dessas convocações será de aprovados nesta seleção.

Há também previsão de abertura de 2 mil agências da Caixa nos próximos dois anos, o que fará com que haja necessidade de mais funcionários, principalmente técnicos bancários (que trabalham no atendimento ao público), nesses postos. A seleção será destinada à formação de cadastro de reserva para provimento de vagas, no nível inicial da Carreira Administrativa, no cargo de Técnico bancário novo. Para carreira profissional há ainda vagas para os cargos de Engenheiro e Médico do Trabalho.

Requisitos
Podem se inscrever candidatos que tenham Certificado de Conclusão de Nível Médio expedido por instituição de ensino, pública ou privada, devidamente reconhecido, registrado, apresentando quando solicitado; e 18 anos completos até a data da contratação. Consulte o edital 2 da caixa para saber os requisitos dos cargos de nível superior.

Inscrições
As inscrições devem ser realizadas a partir do dia 24 de janeiro de 2014, até o dia 11 de fevereiro de 2014 pelo site da organizadora do concurso (http://www.cespe.unb.br/concursos). O candidato deve preencher a ficha de inscrição, escolher a cidade onde deseja realizar a prova, imprimir o boleto da taxa no valor de R$ 37,00 para técnico e R$ 74,00 para os demais.

Para trabalhar na Caixa Econômica Federal é preciso ingressar como técnico bancário (exceto as carreiras de advogado, arquiteto, engenheiro e médico do trabalho, que possuem concursos a parte). O cargo, considerado o coração da agência, é a porta de entrada no banco. A função inicial do técnico bancário é de atendimento ao público, exercendo atividades administrativas e efetuando operações diversas, bancárias e administrativas, para contribuir com a realização de negócios e possibilitar o alcance das metas. No entanto, em curto espalo de tempo, por meio de seleções internas, o técnico bancário poderá realizar outras atribuições na Caixa, ocupando outros cargos e desenvolvendo uma trajetória profissional de grande sucesso. Já com seis meses no banco, é possível se tornar caixa executivo, por exemplo.

Com um ano, o concursado poderá ocupar a função de assistente de agência e, com dois, já pode ser gerente de atendimento e negócios, tudo incluindo progressões salariais. Além disso, ainda há a possibilidade do funcionário ter uma função gratificada, que se aproxime da área de atuação com a qual mais se identifica. Por exemplo, alguém que seja formado em Comunicação Social pode trabalhar na Assessoria de Imprensa ou na área de Marketing. Já quem tem graduação em Administração pode ocupar funções no setor administrativos do banco, por exemplo. Sobre essas possibilidades de ancensão, a FOLHA DIRIGIDA conversou com o representante da Diretoria Executiva de Gestão de Pessoas e Gerente Nacional de Remuneração e Benefícios da instituição, Salomão Azulay.

"A Caixa hoje paga o maior salário de entrada. O funcionário já entra e começa a subir na carreira após o estágio probatório e, a partir de 90 dias, ele já tem a oportunidade de exercer funções gratificadas, que é a trajetória interna. Mas tudo isso depende do processo individual. Aqueles que entram já com graduação, pós-graduação ou com experiências já avançam em relação a outros que estão iniciando, porque hoje a Caixa aproveita tudo isso e a Caixa também oportuniza para todos que entram. O técnico bancário é o início, a porta de entrada, mas a partir dali ele tem diversas alternativas de trajetória profissional. Ao ser admitido no banco, o funcionário passa por progressão de diferenças salariais, a partir de uma avaliação por mérito, participando do plano de cargos e salários", afirmou.

A Caixa, internamente, tem uma política de carreira que não se limita apenas ao técnico bancário. "Nós temos uma trajetória profissional, com exercício de funções gratificadas, que são as atribuições de maior complexidade e responsabilidade, ocupadas em caráter transitório. Dentro dessas funções, há o plano de funções gratificadas, que, inclusive dá suporte para planejamento de trajetória profissional, com movimentação dessas funções, ou seja, o funcionário pode mudar de funções e metas dentro da Caixa. A cada três empregados do banco, dois têm função gratificada", explicou Salomão.
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!
Ajude seus amigos concurseiros, divulgue o blog. =)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis