Coaching para Concursos e OAB

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

10 dicas para resolver questões de Interpretação/Compreensão de Textos - Prof. Alexandre Luz

Estou sempre aqui pensando em dicas novas para ajudá-los nos estudos. No último domingo (01/12) tivemos a prova do TRT BA e vi muita gente reclamando de interpretação de texto. Daí surgiu uma ideia: pq não pedir a um prof. de português que apresentasse dicas exclusivas para ajudá-los?!

Assim, pedi ao prof. parceiro e amigo, Alexandre Luz, para elaborar algumas dicas.
Espero que gostem e ajude-os nas próximas provas!

Vamos lá?!

 1 – Não leia o texto com pressa de se livrar dele;

2 – Separe, em cada parágrafo, a ideia principal;

3 – Tente perceber as relações de causa e efeito (expressões como “em razão de”, “devido a”, “motivado por” podem ajudar nessa tarefa);

4 – Não dialogue com o autor.
Candidato, a banca não quer saber a sua opinião sobre o tema tratado, e sim a opinião do autor do texto;

5 – Valorize os enunciados!
Esteja atento ao que eles solicitam! Uma das estratégias mais recorrentes das bancas examinadoras é oferecer ao candidato opções que apresentam verdades do texto, mas não estão adequadas ao que é proposto no comando da questão;

6 – Anote os atributos apresentados no texto (características e qualidades de cada elemento analisado pelo autor).
Cuidado com as transferências feitas pela banca examinadora (atributos de “x” são deslocados para “y”);

7 – Observe como um parágrafo se comunica com os demais (o autor parte do específico para o geral ou do geral para o específico?);

8 – Cuidado com as relações criadas pela banca examinadora!
Por exemplo: o autor do texto cita dois problemas relacionados à seca no nordeste brasileiro, e a banca afirma que esses problemas são os causadores da seca;

9 – Nas opções oferecidas pela banca examinadora, não se deixe seduzir por aquelas que apresentam um segmento inicial correto, mas não se sustentam no final;

10 – Antes da prova, faça da leitura um hábito.
Quanto mais contato com os textos, mais intimidade com eles. Além disso, mais abrangente será o seu vocabulário (use com mais frequência os dicionários).

Contato do Prof: Facebook, Página


Um comentário:

  1. Boa tarde. No Manual de Redação da Presidência da República há o seguinte trecho: "Aviso e ofício são modalidades de comunicação oficial praticamente idênticas. A única diferença entre eles é que o aviso é expedido exclusivamente por Ministros de Estado, para autoridades de mesma hierarquia, ao passo que o ofício é expedido para e pelas demais autoridades. Ambos têm como finalidade o tratamento de assuntos oficiais pelos órgãos da Administração Pública entre si e, no caso do ofício, também com particulares".
    Sabe-se também que o fecho "atenciosamente" é redigido em documentos quando o destinatário é de mesma hierarquia do remetente.
    Gostaria de saber se é considerada correta a frase: "Nos avisos, o fecho adequado é Atenciosamente, visto que tal documento é emitido por ministros para autoridade de mesma hierarquia".
    Obrigado.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Ajude seus amigos concurseiros, divulgue o blog. =)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis